O pintor e operário de construção Conrado Estrada, de 57 anos, sempre chamou a atenção por conta de uma rinofima que apareceu em seu nariz. Ao contrário de muitos, ele sempre gostou de usar máscaras para esconder o ‘pênis no nariz’

“O nariz chegou aos meus lábios e, sempre que eu comia, ele tocava o talher”, explicou. Conrado disse ainda que chegou a procurar médicos e especialistas para tentar resolver o problema, mas nenhum conseguiu uma solução. Além da questão estética, o problema também atrapalhava a respiração, a fala e até a alimentação.

Contudo, a história mudou quando ele encontrou com o cirurgião plástico Dr. Thomas Romo, diretor de cirurgia plástica reconstrutiva facial do Hospital Lenox Hill, em Nova York.

Foto: Divulgação/Thomas Romo – Hospital Lenox Hill

O encontro casual aconteceu porque Conrado estava na equipe que foi realizar um serviço na casa do cirurgião, que ao perceber o problema do pintor o chamou para conversar. “Eu me apresentei e me ofereci para corrigir sua deformidade facial, que ele aceitou com alegria”, lembrou Romo.

Pouco após o encontro entre Conrado e Romo, o pintor passou pela cirurgia “Acredito que Deus enviou um anjo para cuidar de mim e é assim que vejo o Dr. Romo”, afirmou Conrado.

O especialista disse que o paciente tinha uma “infecção latente” que fazia parecer como se ele tivesse “um pênis no lugar do nariz”.

A rinofima é uma doença de pele que faz com que o nariz aumente e se torne vermelho, acidentado e bulboso. Acredita-se que seja o resultado de rosácea grave não tratada, uma doença inflamatória crônica da pele que causa vermelhidão facial no nariz e nas bochechas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.