A cantora Walkyria Santos usou as redes sociais nesta quinta-feira (5), para defender a irmã Cinthia, que está sendo vítima de haters na internet.

Diversos internautas estão acusando a irmã da artista de ser ‘culpada’ pela morte do seu sobrinho Lucas, de apenas 16 anos, que foi encontrado morto na última terça-feira (3), e afirmam que o jovem tinha muito medo da reação dela com a repercussão negativa do vídeo. 

Lucas teria tirado a própria vida após ter recebido comentários homofóbicos em um vídeo que postou no TikTok com um amigo.

“Vi alguns comentários de pessoas falando que o meu filho tirou a vida porque ele tinha muito medo da tia. A minha irmã é mais que uma tia e ela foi mais mãe do que eu. Ela repreendia mesmo até porque eu sempre trabalhei fora cantando e ela cuidava deles, ela tinha pulso forte com eles. O Lucas sempre dizia: ‘tia, vou colocar uma armadura que a senhora vai me dar uma pisa’. Ele nunca apanhou. Ela não ficou brava por conta do vídeo. Não foi o vídeo que ela não estava aprovando. A gente não aprovava os comentários. A gente já sabia que iria ter porque as pessoas são ruins”, começou a cantora.

“As pessoas falam também que meu filho era gay e tinha medo de assumir. Meu filho não era gay e se fosse seria meu filho do mesmo jeito. Foi uma brincadeira de adolescente que ele achou que seria engraçado e as pessoas não entenderam e por isso que eu e a tia dele pedimos para ele apagar o vídeo. Eu sei o quanto a internet está doente e sei que a cabecinha dele não iria aguentar esses comentários maldosos e foi isso que aconteceu. Parem de apontar e julgar. Parem de fazer notícias fakes e deixem nós vivermos esse luto que está muito difícil”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.