Os médicos do Hospital Primavera, em Aracajú, onde a cantora Paulinha Abelha morreu, na última quarta-feira (23), suspeitam que o uso excessivo de remédios e chás diuréticos utilizados para emagrecer, tenha causado a insuficiência renal que provocou a morte da cantora.

Os profissionais afirmaram que “nunca viram nada igual” e exames de biópsia dos órgãos lesionados e exames de urina e de sangue que podem indicar o que teria provocado a síndrome tóxico-metabólica que levou Paulinha à morte, foram solicitados.

Durante entrevista ao Fantástico, exibida no último domingo (27), o modelo Clevinho Santos, casado há quatro anos com Paulinha, confirmou que ela utilizava os diuréticos. “Tomava alguns medicamentos para emagrecer. Quando tinha uma gravação, ela ia e tomava. Mas não era nenhum tipo de anabolizante, eu acompanhava. Os medicamentos que tomavam eram mais diuréticos”

O viúvo ainda disse que Paulinha fazia uso semanal, especialmente quando tinha show e “queria dar uma secada”. Além de diuréticos, ela tomava chá para emagrecer.

Foto: Divulgação Rondinelle de Paula
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.