Na tarde da última terça-feira (22), o nome da Rainha Elizabeth II ficou entre os assuntos mais comentados das redes sociais, após o jornal norte-americano “Hollywood Unlocked” noticiar que a monarca havia morrido.

Assim que repercutiu, a notícia foi desmentida momentos depois por vários veículos de comunicação locais.

De acordo com a publicação do HU, o motivo da morte seria em consequência da covid-19, à qual a Rainha contraiu pela segunda vez. A assessoria do Palácio de Buckingham, no entanto, confirmou que após testar positivo, a monarca estava bem e com sintomas leves.

O site continuou insistindo na notícia, mesmo jornalistas do Reino Unido negando a informação. Um deles inclusive deixou claro que existem protocolos já estabelecidos para anunciar a morte de Elizabeth, quando isso acontecer.

“A BBC irá anunciar primeiro, depois que o secretário particular dela tiver aconselhado o primeiro-ministro britânico”, explicou Ricardo Brooks, jornalista da Nationwide Radio.

Após o equívoco, o fundador do blog “Hollywood Unlocked”, Jason Lee, teria feito uma publicação se desculpando pela publicação da notícia.

“Nossas sinceras desculpas vão para a Família Real e todos os envolvidos nessa situação embaraçosa. Foi um acidente e estamos trabalhando duro para que esse erro não aconteça outra vez. O estagiário foi mal informado e publicou um rascunho por engano”. Porém, a publicação foi apagada do Twitter logo depois.

Logo em seguida, segundo informações do portal norte-americano, Variety, Jason Lee se pronunciou novamente afirmando que o tweet com pedido de desculpas é falso e que ele manterá a história.

“Acordei com uma conta falsa publicando uma retratação. Nós não conhecemos essa conta e não fizemos retratação da história. Ainda não há um comunicado oficial do Palácio. Estamos atentos”, disse ele.

Nenhum comunicado oficial foi feito pelo Palácio de Buckingham.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.