Tem gente que não suporta mais ouvir, mas o fato é que, nas últimas semanas, o termo ‘cringe’ se tornou um dos mais populares da internet, em especial, entre os usuários das redes sociais, e foi muito utilizado pelos internautas.

Para recaptular, cringe está sendo usado por usuários das redes sociais para descrever diversas situações e cenários considerados ‘vergonhosos’, sendo inclusive associado a figuras públicas, filmes, músicas e outras especificações. Mas o uso da palavra vem sendo destaque nos últimos dias, já que está sendo usada em discussões entre as gerações Millennials ou Geração Z para algumas atitudes.

De origem inglesa, “cringe” é uma gíria que se refere a situações desconfortantes e constrangedoras vivenciadas por determinada pessoa.

Para quem não sabe, os chamados “Millennials”, são aquelas pessoas nascidas entre as décadas de 1980 e 1990. Também podem ser chamados de “Geração Y”. Já quem faz parte da “Geração Z”, também conhecida como “GenZ”, “pós-Millennials”, entre outros, nasceu a partir dos meados da década de 1990.

No nosso #TBT desta quinta, 01, vamos listar 6 coisas consideradas ‘cringe’ pela Geração Z, mas que você (provavelmente) faz até hoje.

1. Tomar café da manhã

Sim, acredite se quiser, mas pular a primeira refeição do dia é considerado cringe pelos GenZ. Tomar aquele café quentinho, com um pão crocante, frutas e sucos, é “vergonhoso” segundo a nova geração. Até agora ninguém entendeu o motivo do café da manhã ser cringe, mas…

E você, abriria mão do café da manhã?

2. Ser fã de Harry Potter, Disney e Friends

Ler ou assistir alguns desses nomes acima também é uma coisa considerada cringe. A justificativa? Bem, segundo a nova geração, algumas pessoas continuam falando de coisas velhas de uma forma a idolatrar esses conteúdos que nem são tão bons assim.

3. Falar que é “mãe/pai de pet” ou “mãe/ pai de planta”

Nada de usar mais os termos que é mãe ou pai de pet, muito menos de planta, se não quiser ser considerado cringe pela GenZ.

Acha isso meio exagerado?

4. Usar calça skinny

A peça de roupa surgiu no fim da década de 1970, junto com o movimento punk, quando modelos de roupas colados ao corpo começaram a se destacar. Mas só nos anos 2000 começou se popularizou e virou tendência de moda em diversas coleções. Contudo, a peça pode até ser usada e amada pelos millennials, mas já para a Geração Z, nem tanto.

5. Fazer unha francesinha

Você provavelmente, fez ou ainda faz e conhece outras pessoas do #TeamFrancesinha. Um clássico do nail art entre as manicures, a francesinha caiu no gosto e se popularizou ao longo dos anos. Foi inclusive adaptada com outros complementos, porém, é considerada cringe atualmente.

Você ainda faz francesinha?

6. Usar bandanas

Sucesso nas últimas edições do Big Brother Brasil, as bandanas também entraram para a lista de coisas cringe. A geração Z acha o acessório, que surgiu na década de 70 com o movimento hippie, uma tendência ultrapassada e cafona, ou seja, cringe.

Me diz aí, ainda guarda suas bandanas, ou já descartou todas elas após essa definição? 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.