Um piloto de uma escola de aviação na Rússia foi demitido após fazer uma sex tape com uma aluna dentro da cabine de pilotagem. As informações são do site local Gazeta.

O instrutor da Escola de Aviação Civil de Sasovo, de 28 anos, colocou a aeronave no piloto automático para conseguir filmar a relação sexual em pleno voo. O homem é casado e teria convencido a aluna, de 21 anos, a gravar os vídeos íntimos em troca de aulas extras de aviação.

Eles estavam sobrevoando a região de Ryazan, quando filmaram as cenas eróticas. Além de demitir o piloto, a escola de aviação expulsou a aluna depois que outros funcionários reconheceram os dois nas filmagens publicadas na internet por um colega da jovem.

Reprodução/Twitter

A mídia local afirmou que no começo ela teria recusado a relação sexual, mas foi convencida pela oferta de horas de voo gratuitas. Ao narrar a situação aos responsáveis pela escola, ela teria alegado que os dois apenas trocaram beijos e abraços, sem outros contatos íntimos, e que as carícias ocorreram apenas uma vez. 

Segundo o site, o caso veio à tona depois que a estudante teve um desentendimento com um colega, que decidiu postar as imagens como forma de vingança.

Outras fontes ouvidas pelo veículo afirmaram também que a mulher já teria pedido para sair antes mesmo de ser interrogada sobre o ocorrido, quando soube que as imagens tinham sido publicadas em uma plataforma pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.