Duas crianças de 3 e 13 anos, morreram após ingerirem hidróxido de sódio, mais conhecido como soda cáustica, na última segunda-feira (6). O caso aconteceu em Santo Amaro, no recôncavo da Bahia.

Segundo o G1, vizinhos disseram que a criança de três anos havia confundido o ácido com refrigerante. A irmã adolescente se sentiu culpada por ter deixado o produto sobre a mesa e também bebeu a substância.

Os dois foram levados para o hospital, mas não resistiram e morreram. No momento do incidente, os dois estavam sozinhos em casa.

Segundo o delegado de Santo Amaro, Rafael Almeida de Oliveira, a mãe das crianças, que não teve o nome divulgado, comprou a substância para limpar o vaso sanitário.

Foto: Divulgação Redes Sociais

“Ela pediu para a menina colocar debaixo da pia, mas (a garota) colocou em cima da mesa. Então, o menino teve acesso ao produto e começou a beber”, contou.

“A menina de 13 anos se sentiu culpada e também bebeu a substância. Acho que não aguentou o sofrimento do irmão. Ela também foi levada ao hospital e não sobreviveu”, disse o delegado.

Rafael Almeida ainda garantiu que as investigações vão apurar a responsabilidade da mãe. “O inquérito vai apurar a culpabilidade do responsável pela guarda dessas crianças, se houve ou não negligência. Quando ocorre um caso dano desses, que se reverte para a autoria, como a perda de dois filhos, a legislação aí não se aplica pena, porque entende-se que a mãe já foi penalizada com as mortes dos filhos. Mas isso é no decorrer da investigação. Ela (mãe) será indiciada, mas quem vai decidir a culpabilidade é o juiz.”, explicou o delegado ao G1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.