Uma criança de 6 anos foi infectada por um fungo e apresentou diversas feridas no couro cabeludo, junto a quedas de cabelo intensas. Ao ser encaminhado para o hospital, foi diagnosticado com dermatofitose, doença causada por fungos que normalmente atingem cães e gatos.

Mas o que chamou a atenção dos médicos, é que surgiram diversos pontos brilhantes visíveis através de luz UV, sob as camadas escamosas na cabeça da criança, que estava no campo com alguns animais.

Foto: Divulgação NEJM

O garoto terá de passar por 6 semanas fazendo tratamento oral e tópico. O caso foi informado na Escola de Medicina da Universidade de Zhejiang, Hangzhou, na China, e publicado no jornal The New England Journal of Medicine, na quinta-feira, 25 de novembro.

Alergias como a dermatite atópica podem estar relacionadas à herança genética, alterações estruturais e funcionais da pele e do sistema imunológico, além de fatores ambientais e psicológicos. As crises são desencadeadas com o excesso de estresse e ansiedade, sudorese e inclusive agentes irritantes de produtos de limpeza, como sabonetes perfumados ou amaciantes de roupas.

As emoções também podem influenciar na pele porque o sistema nervoso está diretamente conectado à ela. Além da coceira, é perceptível o aumento da irritabilidade nas crianças que desenvolvem essa condição.

Com informações da Revista Pais&Filhos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.