Tem gente que só consegue dormir assim, outros preferem apenas relaxar antes de pegar no sono, mas o fato é que ouvir música antes de dormir pode estar prejudicando o seu sono. É o que indica um novo estudo publicado na revista Psychological Science.

De acordo com o estudo, ouvir música antes de dormir pode aumentar as chances de ter distúrbios do sono, já que segundo os pesquisadores, mesmo adormecido, o cérebro continua a processar música por várias horas, mesmo depois que a música para.

A relação entre ouvir música e dormir foi investigada pelos  pesquisadores do Departamento de Psicologia e Neurociências, da Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, por meio de um mecanismo raramente explorado: imagens musicais involuntárias e que se repetem continuamente na mente de uma pessoa.

Os pesquisadores já sabiam que algumas músicas ou melodias podiam ficar se repetindo continuamente na mente das pessoas enquanto elas estavam acordadas, mas o estudo demonstrou que o efeito também acontece elas dormem. E esse efeito é ainda maior quando com músicas instrumentais. 

Para chegar ao resultado, o estudo questionou os participantes sobre seus hábitos diários e também realizou um experimento de laboratório. 209 pessoas responderam sobre a qualidade do sono, hábitos de ouvir música e frequência com que apareciam “melodias que grudam” na cabeça, na primeira parte da pesquisa. 

Já no estudo experimental, cinquenta voluntários tiveram que ouvir três canções populares na versão com voz e na instrumental. As músicas foram Shake it off, da Taylor Swift; Call me maybe, de Carly Rae Jepsen e Don’t stop believin, da banda Journey.

As ondas cerebrais dos participantes durante o sono, foram medidas por uma polissonografia. Ao acordarem, os participantes responderam se e quando experimentaram a sensação de ficar com uma frase musical girando na cabeça. 

As respostas foram comparadas com o exame que mede a qualidade do sono. De acordo com os resultados observados, as pessoas que ficaram com uma determinada frase se repetindo na mente tiveram maior dificuldade em adormecer, ficaram mais despertas e passaram mais tempo em estágios leves do sono.

Para ter uma boa noite de sono, os pesquisadores indicam que não sejam feitas atividades que estimulem o cérebro, como ouvir música, mexer no celular, jogar videogame ou ver televisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.