Yoná Cunha Torres, de 49 anos, foi presa nesta quarta-feira (21) suspeita de estelionato e falsidade ideológica, no bairro Aldeota, em Fortaleza. Segundo informações do site O Povo, foi autuada em flagrante e é investigada por aplicar golpes em artistas locais, se passando produtora de Gusttavo Lima e Michel Teló.

Segundo as informações, Yoná afirmava ser representante de Dudu Borges. Borges é conhecido na indústria fonográfica como produtor de diversos artistas de sucesso, como os sertanejos Michel Teló, Gusttavo Lima e a dupla Bruno e Marrone. Ele deixou de atuar na área em 2017.

Foto: Divulgação Redes Sociais

A prisão de Yoná foi graças a uma ação realizada pela Polícia Civil do Ceará (PCCE), que foi acionada por uma das vítimas.

A suposta produtora iria encontrar a vítima em um hotel para receber a quantia de R$ 20 mil, na qual Yoná afirmava ser referente às taxas de patrocínio. A mesma vítima já havia pago R$ 80 mil para a suspeita há alguns meses.

Desconfiando se tratar de um golpe, ela registrou um Boletim de Ocorrência (BO) e o caso passou a ser investigado na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) PCCE. Uma equipe da Polícia Civil abordou Yoná no hotel em que ela encontraria a vítima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.