Produtividade, qualidade ou condição do que é produtivo. Potencial para produzir. A relação que se consegue obter entre o valor e a quantidade produzidos.

Mas e quando a produtividade simplesmente desaparece?

Quem nunca experimentou dias em que sua cabeça se distrai, seus pensamentos te levam a outros lugares e, mesmo consciente de suas tarefas, seu corpo e sua mente não têm forças para reagir. Angústia, medo, ansiedade, choro fácil e incapacidade de reagir. Pois é, quem nunca?

Se você já se sentiu assim, principalmente durante o último ano, você não está sozinho(a).

De acordo com dados publicados pela Fiocruz, 47,3% dos trabalhadores de serviços essenciais sofrem de ansiedade e depressão no Brasil e Espanha. Nos Estados Unidos, dados recentes revelam que quase metade (46%) dos trabalhadores americanos em tempo integral sofrem de problemas de saúde mental, o que representa um aumento significativo quando comparado aos 39% de um ano atrás.

No auge de uma crise de ansiedade e baixa produtividade muitas vezes é difícil enxergar uma saída, mas é importante encontrar maneiras de conduzir-se para um caminho de ganhos diários. É difícil sim, mas com muita persistência o resultado pode aparecer.

Compartilho algumas dicas que funcionaram comigo ou com pessoas com as quais discuti o tema recentemente. Espero que alguma delas ajude você:

Organize-se para aproveitar o tempo

Quando tudo parece escapar pelas mãos é quando mais precisamos organizar o tempo. Escrever as tarefas diárias, mesmo tarefas pequenas e rápidas, e no final do dia poder riscar o que foi feito e entregue parece algo simples, mas traz um grande conforto para a alma e tem impacto significativo na produtividade.
Mantenho meu moleskine sempre ao meu lado. Organizar é sempre melhor, seja qual for sua maneira de organizar e mesmo que seja sua “bagunça organizada”.

Planeje paradas para ócio criativo

Conciliar horas de trabalho com horas de lazer faz toda a diferença, especialmente em épocas de pandemia e home office. Não é procrastinar, é parar um pouco.
Sabe aquele café no escritório? No home office, parar no meio da tarde, sair da mesa de trabalho e saboreá-lo de verdade fez a diferença para mim.
Brincar alguns minutos com os filhos, caminhar na rua, praticar esportes regularmente ou passear com animais de estimação no meio da tarde fez a diferença para algumas pessoas com as quais conversei.
Para conseguir criar tempo para o ócio criativo, uma dica interessante é utilizar a técnica Pomodoro do italiano Francisco Cirillo.
Defina um cronômetro para 25 minutos, execute a tarefa e relaxe por 5 minutos. Reinicie o cronômetro até concluir aquele trabalho. Não permita interrupções internas e externas nos 25 minutos de que dispõe para determinada atividade. Terminada totalmente a tarefa, faça um descanso mais longo de 10 a 30 minutos.

Desconecte-se das mídias sociais

Apesar das mídias sociais serem importantes para conectar-se com pessoas durante a pandemia, um estudo da Universidade da Pensilvânia, EUA, sugere fortemente que limitar o uso da mídia social a aproximadamente 30 minutos por dia pode levar a uma melhoria significativa no bem-estar.
Essa dica realmente funcionou para mim, diminuí muito o tempo e as postagens nas mídias sociais e deixei de ler muito sobre política. Foi simplesmente libertador.

Conhecimento nunca é demais

Há infinitas possibilidades de cursos online no Brasil e no exterior. Esses cursos não são apenas uma boa maneira de manter contato com outras pessoas (conferência online), mas também podem ajudar a aumentar a produtividade.
O Google Ateliê Digital oferece mais de 150 cursos gratuitos em habilidades digitais, o LinkedIn Learning, que oferece mais de 16.000 cursos e universidades renomadas como Harvard e MIT possuem cursos e conferências online para turbinar o conhecimento.

Recentemente recebi a indicação de um curso do LinkedIn que fez toda a diferença para que eu possa escrever mais e melhor: Writing Under a Deadline, Clarify your ideas before writing (Escrevendo com prazo, organize suas ideias antes de escrever). Vale a pena.

A pandemia realmente tem testado nossos limites durante os últimos tempos, manter a produtividade tem sido para muitos uma tarefa árdua e as crises têm sido mais constantes. Nestas horas, pesquisar, ouvir e refletir é um tripé que tem ajudado muitos, e me incluo nessa.

O positivo de tudo isso é que quando a gente sai de um ciclo como esse, a gente sai melhorado, sabendo mais sobre você mesmo, mais sobre o que você quer e o que não quer para o futuro. Não há receita, cada um encontra seu jeito e tem seu tempo para sair de situações obscuras, o importante é aprender com a dor e continuar a evolução.

E você tem alguma dica? Adorarei receber seu comentário. #mulheresnatecnologia #forçainterior #strengthfromwithin

* Fontes e referências: Artigos: Harvard Business Review – Reflection, sharing, and self-efficacyHarvard Business Review – Get out of your own way Metodologia: Francesco Cirillo – Pomodoro Technique Cursos: Google Ateliê DigitalLinkedIn LearningWriting Under a Deadline, Clarify your ideas before writing Pesquisas: Brasil e Espanha (pandemia na saúde mental)USA – Covid-19 pandemicWorld happiness report 2021University of Pennsylvania – Social Media Study7 essential study tips for pandemic productivity

Executiva do mercado de tecnologia, esposa, mãe de gêmeos, amante de uma boa conversa e um bom vinho. Em sua trajetória profissional trabalhou para as maiores empresas de tecnologia do mundo, onde teve a oportunidade de interagir com profissionais de diferentes culturas, o que moldou sua visão de gestão. Pós-graduada em marketing, formação de diretores pelo IESE/ISE, curso livre no INSPER, inúmeros cursos online e buscando os próximos. Estudar e colocar em prática é sua paixão. Sempre acreditou no poder do estudo e no trabalho para fortalecer e transformar o indivíduo. Você pode encontrá-la nas redes sociais como @glaumaurano.
1 Comentário
  1. Glau, amei sua escrita, a minha dificuldade é me planejar, ainda na minha profissão, onde eu tenho que estar disponível para auxiliar a todos de todos os departamentos o dia todo, mas procuro anotar as todas as demandas conforme vão surgindo, para ele eu possa pelo menos medir onde vai meu tempo! Preciso ficar também em treinamento, sou da época de estudos presenciais, outra barreira que preciso transpor, quem tiver dicas, eu aceito. Muito obrigada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.