Já ouviu aquela frase: “todas as doenças começam nos intestinos”? Pode parecer exagero, mas quando conhecemos um pouco sobre este órgão vital, percebemos que essa frase é bem fundamentada.

A integridade da mucosa intestinal e o equilíbrio das bactérias que o habitam são pré-requisito para a manutenção da saúde. Os intestinos e a microbiota são responsáveis por diversas funções como digestão e absorção de nutrientes, neutralização e eliminação de microorganismos malignos e toxinas, proteção do organismo, produção de hormônios, neurotransmissores e outras moléculas importantes para o equilíbrio de todo o corpo.

Quando a integridade dos intestinos é ameaçada, as consequências se ramificam para as mais variadas áreas da saúde, inclusive a emocional e cognitiva. Dentre os inúmeros mecanismos, o fato de que os intestinos são a interface entre tudo o que ingerimos, os subprodutos da digestão, a corrente sanguínea e o restante do corpo, é o que os torna tão importante.

Saber cuidar desse órgão, de forma que funcione regular e plenamente, é fundamental para a longevidade e uma vida tranquila. Confira abaixo sete funções do intestino.

Absorção: nesta etapa, o intestino é responsável por absorver a água ingerida e aquela proveniente de secreções digestivas, como a saliva  que se junta ao alimento.

Detoxificação: é o processo em que o nosso organismo promove a limpeza de compostos tóxicos, tendo importante impacto para o funcionamento correto das células. A detoxificação melhora o aproveitamento de nutrientes, assim como a proteção da nossa imunidade. 

Digestória: esta pode ser definida como a principal função do intestino: digestão de alimentos e absorção de nutrientes e água, para manter o corpo nutrido, hidratado e funcionando corretamente. 

Excreção: após realizar a digestão de alimentos e absorver os nutrientes necessários, tudo o que sobra é “descartável”. E para eliminar essas sobras ineficientes para o corpo, o intestino realiza o processo de excreção. 

Produção hormonal: atualmente, o intestino é considerado um importante órgão endócrino que ajuda na produção de hormônios. 

Síntese de neurotransmissores: além da produção hormonal, também é fundamental para a produção de neurotransmissores que influenciam o funcionamento de todo o corpo, assim como na saúde mental. 

Função imune: o nosso sistema imunológico está diretamente relacionado a quantidade de bactérias benéficas presentes no intestino. Se esse número não for suficiente para manter o equilíbrio do organismo, a quantidade de bactérias maléficas irá aumentar, e a imunidade ficará suscetível à ação de agentes patogênicos. 

Divulgação

Fonte: Puravida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.