Uma menina de 12 anos matou, acidentalmente, o primo de 14 anos e depois se matou durante uma live no Instagram, no Missouri, EUA. Eles estavam em uma festa de aniversário no último dia 25 quando a tragédia ocorreu. A polícia foi acionada e constatou a morte dos dois ainda no local, no centro da cidade de St. Louis.

Os agentes trataram o ocorrido com Paris Harvey, 12, e Kuaron Harvey, 14, como um assassinato seguido de suicídio. A família contesta e afirma que foi um “acidente bizarro”.

Segundo as informações, Paris e Kuaron se trancaram no banheiro do apartamento em que o evento ocorria, e começaram uma transmissão ao vivo para mostrar a arma, que causou a tragédia. A polícia ainda não sabe de quem é a arma e como as vítimas tiveram acesso a ela.

Foto: ABC News/Reprodução

A avó dos adolescentes, Susan Dyson, que assistia à live no momento da tragédia, disse que os dois não discutiam, apenas mostravam a arma aos poucos seguidores “Não foi assassinato. Não foi um suicídio. Foi um acidente bizarro. Aconteceu”, disse a mãe da adolescente, Shinise Harvey, ao Daily Mail.

Susan disse ainda que um primeiro disparo “escapou” e atingiu Kuaron na cabeça. Com o susto, a menina deixou a arma cair, e ao pegá-la novamente, pegou pelo gatilho e a arma, que estava apontada para ela, fez um novo disparo fatal contra Paris.

“Não era uma situação em que eles estavam discutindo ou algo assim. Eles estavam brincando com a arma, quando não deveriam estar. Claro, eles não deveriam ter feito isso. Ela disparou por engano”, disse a avó ao jornal Post-dispatch.

Os familiares contaram que, inicialmente, os adolescentes não iriam para a festa por serem apenas para jovens e adultos da família. Os dois sempre estavam juntos em alguma transmissão ao vivo para mostrar novas rimas de rap, tendências da internet e brincadeiras que eles faziam com outros familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.